20 de setembro de 2011

Que culpa tenho eu de ser Feliz ?

Hoje , depois de um dia muito louco, fui levar Neidão ( minha mãe ) para casa...
Segunda-feira , 1 e meia da manhã, lua minguante saindo no céu e ninguém nas ruas, todas assustadoramente vazias...

Adoro andar de carro e ouvir música sozinho, muita coisa bacana surge e algumas soluções são encontradas nesse momento.

Mas hoje, me bateu uma nostalgia , uma saudade que não sei bem do que , aproveitei esse momento.
Apesar de ser rápido esse trajeto, foi como se tivesse passado uma madrugada na estrada, tamanha a quantidade de coisas boas que lembrei.
Estava precisando desse momento, dessa reflexão de um passado recente, pude perceber como é rica essa vida que optamos viver. Principalmente se não tivermos medo de vivê-la.

Não tenho medo de meus sentimentos e literalmente me jogo de cabeça se acredito em algo. Se não acredito até tento, mas normalmente dá tudo errado, pelo menos aprendi, nessa fase da vida, a não insistir no erro, a não levar adiante histórias que não me levam a nada. Não tenho mais tempo para isso.

O fato é, que a memória serve para lhe mostrar os caminhos certos e errados que percorremos, fique com os certos, acredite neles, os errados você já sabe que cheiro têm e não quer senti-los de novo.

Há uma canção muito bacana que a Rita Lee compôs para o primeiro LP de Marilia Gabriela ( sim, ela gravou 3 álbuns , ou mais ), que gosto muito e tem uma levada muito boa , ela diz : "Que culpa tenho eu de ser feliz, não vou ficar por aí, gemendo e chorando nesse vale de lágrimas, eu nasci porque quis"

E é isso que me norteia... Muitas coisas passei, mas são passado e prefiro ver o que o futuro me reserva... Fazendo nesse presente o melhor que eu puder e conseguir...

Faça o mesmo e não se culpe se estiver tudo bem... É para isso que vivemos..
Boa semana,

Marcelo Darghan

Segue o link da música, decore e saia cantando, Rita Lee é eterna e arrasa sempre !!!
Diga ao Povo que Fico/ Marilia Gabriela

8 comentários:

  1. VIDA !!! AH VIDA , COMO ÉS BELA E GRATIFICANTE ... ME FAZES TER , E VER COISAS MAIORES A CADA DIA ... E A FELICIDADE NÃO SOMENTE A TI PERTENCE, POIS COMO TUDO, VOCÊ COMPARTILHA ... COMIGO, COM TODOS , VIDA !!!
    BJS, DÊNIA

    ResponderExcluir
  2. jose luiz bucciarelli20 de setembro de 2011 07:18

    Luz da Cidade (Roberto Mendes - Jorge Portugal)
    Maria Bethânia

    A luz da cidade cintila
    O palco é a rua deserta
    Aberta, tranqüila
    A mesma voz a cantar

    E o som sentimento profundo
    Mais fundo que as dores caladas
    Olhei-me nos olhos do mundo
    Sonhei acordada

    O tempo que me atravessa
    Não cessa a emoção passada
    Tropeços, promessas
    O sonho não pode parar

    E a história nem sempre contada
    Cantada por minha paixão
    Explodindo o meu coração
    Traduzindo a lição
    Dos que morrem de amar

    Estive em cada solidão
    Em forma de canção
    Espalhei-me no ar

    ResponderExcluir
  3. Verdade!
    Eu tenho um amigo de muuuuuitos anos, praticamente um irmão (mais velho..claro...) que sempre me disse: Lembre-se! O importante é ser feliz!!! Eu sempre lembro do jeito dele me dizendo isso. Não é uma dica, é praticamente uma ordem!rs
    Nós fazemos nossa parte e o Universo vai conspirar a favor!
    Beijos,
    MC

    ResponderExcluir
  4. Bons Universos Marcelo e Cafol!....Felicadade espalhada no ar.....nem tudo é rosa.....mas amo as cores.....beijo
    Lisa

    ResponderExcluir
  5. Ja n tenho mais tempo pra ser infeliz.....55 anos estou do meio pro final da vida e tenho direito à tudo inclusive a ser feliz!

    ResponderExcluir
  6. Por isso não fico triste por quase nada, não fico nervosa por quase nada, não me irrito por quase nada,digo por quase nada por somos imperfeitos e alguma coisa sempre nos tira do serio, mesmo sabendo que é muito pouco, tem uma frase da Clarice Lispectro que diz:
    - Não tenho tempo pra mais nada ser feliz me ocupada tempo todo!
    Que possamos viver assim, para que os problemas sejam sempre pequenos, porque com certeza eles são.

    ResponderExcluir
  7. eu me vi neste post...fiquei aqui pensando: gente, quando fui que escrevi isso...tirando o Neidão, pq a minha mãe era Teresão (apesar de ser baixinha de tudo), era eu...amei...

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário, após análise será publicado.
Marcelo Darghan